Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

Sobre Sentir

Enterrar os pés na areia era tudo o que ela precisava naquele momento. Seus pés precisavam descansar, pois tinha feito uma caminhada exaustiva até ali. E quando falo ali é num determinado lugar que não precisa ser nomeado, apenas sentido. Estendeu a sua canga e ficou relaxando por um momento. Nossa! A paisagem era realmente de tirar o fôlego e desafogar qualquer coisa que tenha ficado para trás. Afinal, não caminhou tanto para chegar ali e desabar. Não. Queria descansar, sentir a terra entre os seus dedos, sentir tudo o que não sentia há tempos. Sentiu. Caminhou um pouco e pôde deixar as ondas baterem entre os seus dedos. Que sensação maravilhosa. Parecia uma criança de quatro anos quando ver o mar pela primeira vez. Excitante! Sentiu vontade de chorar, mas a única água salgada por ali deveria ser a do mar. Continuou caminhando. Quando falo chorar, não é aquele chorar de angústia, dor, sofrimento. É o chorar de felicidade. Felicidade por saber que sua caminhada dura, árdua e longa tinha …