Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Sabe?

Hoje eu acordei, olhei pela janela e vi o sol a brilhar. Pensei: “Nossa, como o dia está lindo e a vida passando rápido para ficar se preocupando com besteiras.”
Lavei o rosto, olhei-me no espelho. É, o tempo anda realmente passando para mim. Passando rápido, voando, sem muito tempo para muitas coisas pequenas e inúteis.

Segui o dia.

Não havia muito o que fazer a não ser seguir o dia. Tomei aquele bom e velho café, refleti sobre coisas que estão acontecendo dentro de mim. O café fez questão de dissolver algumas. Melhor, resolveu deixar pra lá.

Segui o dia.

Seria burrice dizer que não pensei em você um minuto sequer. Claro que pensei! Volta e meia penso e fico rindo, relembrando de certas coisas nossas. É uma sensação agradável que me faz afastar outras coisas de dentro de mim. Isso me conforta, sabe?! Por mais que eu não tenha notícias o dia inteiro de você, lembrar de coisas acontecidas faz eu me sentir bem.

Segui o dia.

Ando muito pensativa ultimamente. Procuro “n” formas de desabafar a…

Querer, Sentir

Eu queria escrever algo que transmitisse felicidade.
Algo que fizesse os olhos possuir um brilho intenso e que tivesse o poder de iluminar àqueles que estão em volta.
Algo que despertasse um sentimento bonito entre eu e você, que nos fizesse rir juntos de coisas bobas e idiotas, que nos fizesse recordar do quão maravilhosa é a vida.
Eu queria escrever sobre as coisas simples da vida. Sobre aquele velho de chapéu engraçado sentado na praça olhando a rua, porque é bonito falar de um velho de chapéu engraçado sentado na praça olhando a rua.
Escrever sobre o sorriso bonito que uma criança dispara ao sentir o carinho mútuo entre você e sua mãe amada.
Eu queria escrever algo que fizesse sentido para você, que fizesse sentir o que eu sinto ao escrever sobre algo que eu realmente estou sentindo. Sentir sentir sentir.
Eu queria mesmo era sentir.
Sentir, de leve, tuas mãos ao encostar nas minhas, teu sorriso ao me avistar de longe e seu braços fortes me apertando naquele abraço mais-do-que-aperta…