Pular para o conteúdo principal

Tic Tac...Boom!


Se a Terra é redonda ela gira, certo? E por quê sinto que as horas não passam?

Por mais que eu tente me consolar que está acabando, que falta pouco e que não terei mais de aguentar certas tolices, o tempo faz questão de se arrastar lentamente pra mim. Isso pode ser aplicado em tudo.

A paciência é uma virtude que poucos possuem. Garanto-os, eu a possuía. Nossa, possuía em demasia. Mas esse ano me fez gastar todos os sacos de paciência que existiam dentro de mim, e juro que o tempo agora corre como se fosse numa bomba relógio que está prestes a explodir. Quanto mais você trabalha, mais o tempo voa. Ou pelo menos deveria ser assim.

Queria aplicá-la, ter mais jogo de cintura, pois a vida anda cobrando tanto de todo mundo. Mas, muitas vezes parece que as coisas correm contra nós e era o que deveria nos favorecer.

Creio que sou uma bomba-relógio, e andam mexendo nos meus fios de cores vermelho, verde e azul. Qualquer mexida errada, irá gerar uma explosão enorme. E já têm pessoas marcadas, infelizmente.

Eu (tinha) paciência
Tu (tens) paciência
Ele (terá) paciência
Nós (temos) paciência
Vós (tivestes) paciência
Eles (esgotaram) minha paciência!

Respirar fundo e fechar os olhos é tudo o que me resta fazer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rubi

Se preparava para sair. Era mais uma noite. Mais uma de tantas, mais uma de muitas. Gal Costa em um volume agradável, dizia: “Sou dessas mulheres que só dizem sim”. E talvez ela fosse dessas mulheres que só dizem sim. Um preparo, uma taça de vinho, aquela noite era dela. Apesar de ser uma pessoa diurna, sentia que algumas noites reservavam coisas especiais destinadas para ela. E ela seguia... Ritual de sempre: cabelo, roupa, maquiagem. E o velho companheiro lá, espreitando tudo e esperando para o gran finale. Sabia que sua hora chegaria, sabia que sua hora preciosa de estar naquelas mãos pequenas chegaria e ele aguardava suavemente. Joga o cabelo para cá, amassa de lá. Volume importa! Roupa 1, não Roupa 2, nem pensar Roupa 3, ok. Talvez. Não sabe. Deixa em aberto essa questão. Parte para a maquiagem. Processo chato, processo demorado. Gostava da própria pele, gostava do jeito que a sua pele tinha histórias para contar. Cada sorriso, cada olhar de surpresa, de susto, de alegria, cada ‘cada’ de se…

depois

Das coisas que não devem ficar para depois:
silêncios;
abraços;
palavras;
soluços;
sorrisos;
amor,
amor,
amor.

Eternidade é momento.