Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

O Bicho Humano

Ultimamente ando meio fechada para relacionamentos, de todos os tipos, amorosos, amizades.
Se tenho um certo grupo, me mantenho com eles até o fim, porque sinto que não posso sair confiando em todo mundo.

Mas, sempre tem alguém que lhe chama a atenção, que parece que vai lhe resgatar de todo esse mal que lhe aflinge faz um bom tempo, que se aproxima do nada e faz você sentir algo que tinha esquecido. Alguém que por mais que você queira manter longe de sua intimidade, ela acaba invadindo sem nenhuma permissão aquilo que você preservava a 14 chaves. E lhe mostra como é grandioso um simples toque, um bom dia, ficar de mãos dadas.

Mas, de repente, você se fecha novamente. Sente vontade de fugir, de correr, sente que não está certo ou alguém lhe mostra que não está certo, que não era nada daquilo que você pensava ou sentia. De alguma forma, você ainda quer manter aquela pessoa na sua intimidade, nas suas conversas. Talvez seja a simplicidade do olhar, o jeito de abraçar, não sei dizer bem. T…

Liberdade ou Abstinência?

Quanto vale sua liberdade? Hoje em dia você é livre?

Não estou falando daquela liberdade de governo, nem nada. Estou falando daquela liberdade de fazer o que você quer, de ter sua opinião já formada sobre algumas coisas. Ou você se encontra em um estado de abstinência tão grande que não consegue enxergar um palmo a frente do seu nariz?
Esse tipo de coisa me deixa muito revoltada, será que vale mesmo a pena você ficar com uma pessoa sufocando sua liberdade, alguém lá sufocando você?
Eu sei, eu sei. Falo muito de amor e de seus pontos negativos, posso até ser pessimista nesse ponto. Será que eu tenho algum remorso guardado dentro de mim? Sim, eu tenho. Não tenho vergonha de falar mesmo, não. Mas, não é remorso dos meus relacionamentos antigos. É remorso do mundo, da vida, dessas pessoas tão companheiras que nele se encontram.
Tantas pessoas insistem em dizer que gostam, que amam, em falar coisas baixas pra tentar conquistar, fazer coisas baixas pra prenderem. Eu não me submeto a certas coi…

Saudade.

Hoje eu estava ouvindo um disco, e me dei conta de como é imensa a saudade existente em mim. Saudade das minhas amigas, da minha ingenuidade, de quando as coisas eram boas. Saudades da minha terra, saudades da minha família, saudades de um abraço verdadeiro realmente. É muita saudade.
Mas, o que é a saudade? Saudade é o sentimento que mostra que o passado não vai ser esquecido, mostra também que o que foi vivido foi bom e merece ser repetido custe o que custar, é o sentimento enorme por aquelas pessoas que fizeram parte de nosso passado. É angustia, é sofrimento, é alegria. São lágrimas, sorrisos, abraços, soluços e também confiança. É tudo aquilo que mostra que o passado valeu a pena.

Ê Saudade...

Anymore Than This.

Ultimamente eu tenho meio que convivido numa cama de gato, quando eu penso que as coisas vão de verdade, parece que algo as puxa para trás e isso é tão ruim. Tipo, faz um tempo que tento postar no blog e sempre que estou aqui a mil por hora, algo acontece. Ou sou vencida pelo sono, ou desligo o botão do computador com o pé. (Maravilha!)
Mas, quero falar de outra coisa. Outra coisa que realmente importa. Você gosta de quem?
Quantas vezes em nossa vida fomos questionados por essa pergunta, sem ter verdadeiramente o sentimento nela. Meu Deus, por que as pessoas cismam em confundir amar com gostar? Tristeza!
Se submetem a tantas coisas por conta de um abalozinho sentimental que não durará muito tempo, durará até você mudar seu grupo social e só. Deveríamos ser mais consciente quanto a isso, principalmente a juventude de hoje. O lema deles hoje em dia é: Te conheço hoje, te amo desde ontem. Que merda hein.
Na verdade as pessoas deveriam amar mais a si mesmas, prezar pelo amor próprio. Hoje em…